Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dias de Outono

E os outros também

Dias de Outono

Cartões de Natal II - Boa Publicidade - "A porca ingrata"

02.12.21 | Maria

 

Filme de Natal da NOS aponta ao 5G (com vídeo) - Meios & Publicidade -  Meios & Publicidade

 

Uma das coisas que gosto é de boa publicidade. Feita com sensibilidade e inteligência. Todos os anos, escrevo sobre o que alguns "anúncios" provocam em mim ao vê-los. Este ano também já me referira a um ou dois. Mas aguardava e confessei-o, com muita expectativa, o "comercial" da NOS. E...
quando o vi, pensei: "Oh, rapariga! Os teus pais levavam-te à Serra da Estrela, vias neve, fazias meia dúzia de bonecos, davas três ou quatro "malhos" no gelo e saía-lhes mais barato."
Se tal pensei, logo o disse, cá por casa. Pronto assunto arrumado! Ou, não.
Primeiramente: A ingratidão da miúda para com os esforços dos pais é colossal. Seguidamente a persistência em satisfazerem-lhe a vontade, após cada recusa à alternativa que lhe apresentam só revela, má educação! Alimentarem os caprichos de alguém que está em boa idade para aprender que, nem tudo o que se deseja, é possível ter, devia ser primordial.
Como é Natal, vá lá. Porém...
A regularidade com que o anúncio é apresentado (como o do Pingo Doce, onde todos andam ao molho, aos abraços e beijos...) vai ser uma alegria com contágios, é irritante! Ultra, cansativa!  
Não menos importante questionava-me se ninguém achava o anúncio descabido e com várias mensagens erradas para a época, ou para a formação de qualquer criança?
Hoje... estou ao ouvir a M 80 (já desisti de ouvir a Renascença até às 10h da manhã, porque dispenso as Três da Manhã. Prefiro suportar as gargalhadas volumosas e parvas do Paulo Fernandes), dizia então que; oiço a Susana Romana referir-se ao anúncio da NOS, em contexto de piada, claro: "a miúda é uma porca ingrata!"
Todos  na rádio, riram. Eu também! Normalmente não acho grande piada à Susana. Tem dias de graça relativa, mas hoje se pudesse, até lhe dava um beijo!
Foi hilariante! Realmente, apesar da "piada" forte é mesmo o que o anúncio nos passa. Ingratidão, mimo em demasia, egoísmo e disso, já está o mundo a abarrotar.
Em contrapartida, há vários anúncios muito engraçados este ano. Talvez me pronuncie sobre alguns mais tarde.