Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dias de Outono

Precisaria mais do que um Outono, para contar as suas histórias .

Dias de Outono

Precisaria mais do que um Outono, para contar as suas histórias .

Porque gosto de ouvir a Rádio Renascença...

28.09.20 | Silêncios

 

 

Audiências. Renascença alcança melhor resultado desde 2015 - Renascença

 

Deixei de ouvir há muito a Rádio Comercial. Em substituição passei a ouvir a M80. Mas, sinceramente não tenho paciência para conversa e conversa, fiada. Locutores ou radialistas, como se chama, o que forem, como a mania que são super-heróis, preocupados (como nos canais de televisão) apenas com as audiências e em alimentar os Egos. 

Mau feitio? Sim. Com muito gosto. Não tenho é pachorra para pseudo vip's deste país. Para bloggers, vedeta, que não passam de alpinistas sociais e que, se ao menos fossem pessoas bem formadas, mas são... algo que não concebo. Em nome da fama, há pessoas não só pagáveis, mas vendáveis. Vendem-se por "tuta-e-meia" com um fim apenas. Ascender socialmente, nem que para isso tenha de ser à custa da humilhação dos outros e da peixeirada.  

Que... é, o que neste país, está a dar! Quanto menor a qualidade do programa e maior o chavascal que provoque, melhor. Mais sucesso granjeia. Enfim... depois queixam-se e fazem-se "workshops" sobre o comportamento e como se pode ser mais feliz, correcto e grato, para com os demais!

Mas, dizia eu; porque gosto de ouvir a Rádio Renascença. Embora nas alturas em que a emissão começa a parecer uma procissão, confesse que me aborrece um bocadinho. Gosto, porque é uma emissora com pouquíssima conversa da treta! Uma emissora com locutores sóbrios, que não parecem estar constantemente sobre o efeito da cafeína ou a serem perseguidos(as) por um exame de abelhas. 

Ou seja. Gosto! Pela música diversificada, mas sobretudo pela informação. Aqui... aprende-se alguma coisa! Em detrimento dos outros sítios onde não se aprende nada e se promovem, a toda a hora, os santos da casa e não só.

Há cultura (história), informação, desporto, humor e a preocupação com conteúdos interessantes, nesta rádio. Há o Paulinho Coelho e a sua voz bonita e pausada. Sem gargalhadas nervosas, nem descontroles hormonais. Há o Júlio Isidro, um Senhor da nossa rádio, televisão e responsável por muitos êxitos  e por dar a conhecer muitos e bons artistas da nossa praça.

Há um grupo de pessoas que torna agradável ouvir uma emissão de rádio. Sem ruídos desnecessários, euforias excessivas, publicidade exaustiva sem massacrar os ouvintes e conversas de chacha. Nenhuma promoção pessoal. Há aqui... bons PROFISSIONAIS!  Não pessoas que parecem miúdos mal comportados, ou velhas coscuvilheiras.

 

 

 

4 comentários

Comentar post